The BELLA Programme usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

Bridging Europe, Africa and the Americas (BEAA): Uma nova colaboração para a resiliência compartilhada das redes de P&E transoceânicas

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Sete das principais redes e organizações regionais e nacionais de Pesquisa e Educação (P&E) do mundo anunciaram o estabelecimento da Colaboração “Unindo Europa, África e as Américas” (Bridging Europe, Africa and the Americas - BEAA), com o objetivo de aumentar a resiliência de suas redes por meio de um conjunto de links transoceânicos que interligam suas comunidades na África Oriental e Austral, Europa e América Latina.

A Colaboração BEAA foi formalizada por meio de um Memorando de Entendimento (MoU), assinado entre Amlight/Junta Diretiva da Universidade Internacional da Flórida (Estados Unidos), GÉANT (Europa), RedCLARA (América Latina), RNP (Brasil), o Conselho de Pesquisa Científica e Industrial (CSIR - África), TENET (África do Sul) e a Aliança UbuntuNet (África Subsaariana). Todos os sócios concordaram em colaborar por um período inicial de três anos, fornecendo apoio mútuo por meio de seus links e recursos de alta capacidade.

A conectividade de backup habilitada pelo acordo garantirá que as colaborações avançadas de Pesquisa e Educação entre as regiões continuem mesmo em caso de interrupção do serviço. As organizações participantes usarão a capacidade fornecida pelos acordos de apoio acordados para transportar os grandes volumes de dados necessários para pesquisas intensivas em dados, incluindo – notadamente – os dados de Observação da Terra (EO) do programa Copernicus da União Europeia.

Abrindo um novo capítulo na colaboração em P&E entre Europa, África e Américas, o acordo BEAA será um ecossistema global de redes P&E, cada vez mais resiliente, flexível e interconectado, pronto para  apoiar cientistas de todo o mundo a enfrentar os grandes desafios científicos de nossos tempos.

“Os esforços de colaboração das Redes de Pesquisa e Educação para aumentar a conectividade e a capacidade no Atlântico Sul têm sido transformadores. A colaboração BEAA aproveitará esse resultado para aumentar a resiliência da rede em apoio às comunidades globais de P&E”, comemorou Julio Ibarra, pesquisador principal da AmLight.

“A GÉANT tem o prazer de reforçar a colaboração de longa data entre as Redes de Pesquisa e Educação na Europa, África e Américas, unindo-se à colaboração BEAA. Esse esforço conjunto contribuirá para fortalecer o tecido global de redes de pesquisa e educação, garantindo conectividade de backup mútuo e aumentando a resiliência para o benefício máximo de pesquisadores, educadores e alunos em nossas regiões”, explicou Erik Huizer, CEO da GÉANT.

“O acordo estabelecido para fortalecer a conexão entre Europa, África e Américas é um exemplo claro do valor da cooperação entre redes globais de pesquisa e educação. Sete organizações participam do acordo e, por meio dele, estabelecerão rotas de suporte à conectividade já existente entre elas. Esses esforços fortalecem o ecossistema de rede que apoia educação, pesquisa e inovação em nível global e a RedCLARA se sente muito orgulhosa e grata aos seus parceiros neste acordo pela enorme melhoria na conectividade alcançada”, comentou Luis Eliécer Cadenas, Diretor Executivo da RedCLARA.

"Este MoU do BEAA é muito importante para todas as NRENs que têm operações internacionais no Atlântico Sul, pois estabelece uma colaboração de apoio mútuo por meio de nossos links e recursos internacionais de alta capacidade operados por nós. Isso resultará em maior resiliência de nossas infraestruturas individuais e, assim, contribuirá para fortalecer nossa colaboração avançada em pesquisa e educação, interligando nossos respectivos links nos Pontos de Intercâmbio da Rede Global de P&E”, disse Eduardo Grizendi, diretor de Engenharia e Operações da RNP.

“A TENET está muito orgulhosa de contribuir para este esforço colaborativo, que realça o poder das NRENs trabalhando em conjunto e que promoverá os interesses da pesquisa e educação global em geral, bem como os das comunidades às quais TENET atende”, celebrou Duncan Greaves, CEO da TENET.

"Nós da UbuntuNet Alliance estamos encantados por fazer parte desta iniciativa global que visa aumentar a resiliência da rede entre África, Europa e Américas através do Atlântico. Esta colaboração significa que os pesquisadores destas regiões estão muito mais próximos uns dos outros e terão serviços de rede enquanto trabalham juntos em busca de mais conhecimento", vislumbrou o professor Madara Ogot, CEO da UbuntuNet Alliance.

OS PARCEIROS EM BEAA

O CSIR (Conselho de Pesquisa Científica e Industrial) é um órgão estatutário estabelecido e operando sob a Lei do Conselho de Pesquisa Científica, Nº. 46 de 1988 e suas emendas, e abriga a Rede Nacional de Pesquisa da África do Sul (SANReN) como uma unidade de negócios dentro do National Integrated Network Center for Cyber ​​​​Infrastructure System (NICIS). SANReN é responsável pela concepção, aquisição e implantação de capacidade nacional e internacional, bem como pelo desenvolvimento e incubação de serviços avançados. SANReN é um componente-chave das iniciativas de infraestrutura cibernética do governo sul-africano, juntamente com o Centro de Computação de Alto Desempenho (CHPC) e a Iniciativa de Pesquisa Intensiva de Dados da África do Sul (DIRISA).

A Junta Diretiva da Florida International University/AmLight é uma rede internacional de pesquisa e educação que apoia colaborações de pesquisa e educação entre comunidades de criação de conhecimento nos EUA e nas nações da América do Sul e África. A AmLight fornece 600 Gbps de capacidade upstream entre os EUA e a América do Sul e 100 Gbps para a África. A AmLight tem pontos de presença em Miami e Boca Ratón, Flórida; Fortaleza e São Paulo, Brasil; Cidade do Cabo, África do Sul; Santiago, Chile; Cidade do Panamá, Panamá; e San Juan, Porto Rico.

A GÉANT é a colaboração europeia líder em redes e infraestrutura e serviços relacionados para o benefício da pesquisa e da educação, contribuindo para o crescimento econômico e a competitividade da Europa. A organização desenvolve, oferece e promove redes avançadas e serviços de infraestrutura eletrônica associados, e apoia a inovação e o compartilhamento de conhecimento entre seus membros, parceiros e a comunidade mais ampla de redes de pesquisa e educação. Para mais informações, visite geant.org ou siga @GEANTnews no Twitter.

RedCLARA é a Rede Latino-Americana de Pesquisa e Educação, líder regional e promotora de colaboração e desenvolvimento em educação, ciência e inovação, por meio de sua infraestrutura e serviços adaptados às necessidades de sua comunidade. A RedCLARA oferece interconexões e conexões regionais com o mundo por meio de seus links internacionais e promove o desenvolvimento de ferramentas, serviços e projetos de pesquisa para aprimorar o desenvolvimento científico e educacional regional e a colaboração dentro das instituições de P&E da América Latina e da América Latina com o resto do mundo com um foco importante nas regiões menos desenvolvidas.

A RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa) é a rede nacional de ensino e pesquisa do Brasil (NREN). Criada em 1989, a rede começou a operar em 1992. Atualmente opera um backbone nacional, redes metropolitanas próprias nas capitais e cidades do interior, ligações internacionais, com 27 pontos de presença, um em cada um dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, e conecta mais de 4 milhões de usuários, em 1.700 campi de 800 instituições, apoiando um portfólio de serviços voltados para as comunidades de ensino e pesquisa.

A TENET é uma empresa sem fins lucrativos constituída sob as leis da República da África do Sul e fornece redes e serviços relacionados ao setor de ensino superior e pesquisa na África do Sul. É controlada e opera em colaboração com e para o benefício das universidades públicas e dos conselhos estatutários de pesquisa da África do Sul.

A UbuntuNet Alliance é a organização regional de redes de pesquisa e educação para a África Oriental e Austral. Está registrada como um truste no Malawi, opera como uma associação de Redes Nacionais de Pesquisa e Educação e gerencia a rede UbuntuNet que interliga NRENs em toda a região.

Reconhecimento

BELLA é financiado pela União Europeia através do programa Horizonte 2020 ao abrigo da convenção de subvenção número 731505 - DG CNECT (BELLA-S1); por DG INTPA, ao abrigo do contrato de subvenção LA / 2016 / 376-534 (BELLA-T), e por DG DEFIS.

Contato

Para mais informações sobre BELLA, entre em contato conosco:

Europa: info@geant.org

América Latina: redclara_comunica@redclara.net

© Copyright 2017 . All Rights Reserved